Seguidores

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Homossexualidade nas escolas


Meu objetivo do neste trabalho é discutir a homossexualidade nas escolas, que é um assunto ainda bastante polêmico que permeia entre os membros que fazem parte de uma escola, sejam eles alunos, diretores, coordenadores ou professores. Estamos no século XXI, mas em se tratando de educação, principalmente temas que envolvam homossexualismo, é como se estivéssemos ainda na Idade Média, pois o que percebemos é a falta de respeito em relação as diferenças de sexo, cor e até mesmo de ideologia no espaço escolar.

Não há de ser oportuno, no âmbito da educação escolar, uma reflexão sobre o assunto? Por que a escola não é lugar para respeitar as diferenças sexistas? Poderíamos continuar indiferente à problemática da sexualidade. Diriam, assim, alguns educadores: Se não sou homossexual, o que tenho a ver com os que são? Exatamente, por termos nossa opção sexual resolvida, devemos ter uma preocupação com aqueles que, sendo crianças ou adolescentes estão se definindo sexualmente para a vida.

Ao fazer referência às escolas públicas, essa questão da homossexualidade sofre com um preconceito muito acentuado. Ao fazer referência às escolas privadas, pouco se discute, pouco se fala, pouco se reflete, gerando, não poucas vezes, comportamentos sutilmente agressivos de professores com relação aos alunos homossexuais, sejam meninos ou meninas. Nas escolas privadas, aceita-se o matriculado, mas não se tolera o educando com tendência homossexual. A diferença entre escola pública e privada, nesse particular, é que, naquela, não há o princípio de tolerância. Para algumas escolas conservadoras, não há diferença entre aidético e o homossexual: todos sofrem com o preconceito social.

Espero que nos próximos dez anos, o Estado nacional venha a determinar, juridicamente, que a homossexualidade não é uma inversão ou doença, como julgam alguns párocos e educadores mais duros, mas uma opção sexual. Em substância, no século XXI em construção, a homossexualidade não será tabu.


Sem fundamento jurídico que condene o comportamento sexual, não haverá proibição ou perseguição à homossexualidade. Nisso, talvez desapareça a noção de gênero, Isto é, de diferença biológica de masculino e feminino, em que todos nós, homens ou mulheres seremos apenas andróginos. Estaremos enfim, numa época em que corpo, alma, ecologia e sexualidade constituirão novo ramo bioético. Isso não é futurologia, mas revolução eco sexual, em que o respeito as diferenças de gênero e opção sexual será a base para o desenvolvimento humano e da sustentabilidade.


trabalho de Thamyres Moreira aluna do projeto @gcom

23 comentários:

ROSIANI disse...

trabalho muito bem feito um otimo tema realmente a homossexualidade é um assunto muito importante
rosiani
ag m1tr03

Thamyres Moreira disse...

nOfa! só os melhores comentam....

jhulya disse...

esse assunto sobre homossexualidade,mais ainda pra quem tem preconceito sobre esse tipo de assunto.
mto bom!

karol disse...

é ? que lacaal. (:

karol disse...

Thatamy fazendo um bom trabalho ? O.O /noffa, me surpreendi agora, a agência faz milagres, parabéns Thatamy. ( :

Iolanda disse...

gostei bastante desse tema.

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente...

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente.

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente.

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente...

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente.

CLEBER disse...

não tenho preconceito e só diferente.

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

David disse...

legal o tema sobre o homossexualismo na escola pois e um tema bem comentado nas escolas do estado não devemos isolar eles gostar de ser o sexo oposto mesmo assim eles são pessoas valew

CLEBER disse...

Eu aceito eu tenho amigo Homossexual...

francisca disse...

o que é a homossexualidade?

O que é que as pessoas geralmente pensam quando ouvem esta palavra? A maioria pensa em "homens e sexo". Mas a homossexualidade não se trata na realidade só de homens e só de sexo. Existem também mulheres que são homossexuais. Elas chamam-se lésbicas, enquanto os homens geralmente são designados de gays. Independentemente do sexo por que cada pessoa se interessa, existe na maioria das pessoas uma capacidade para amar. E por amor não queremos dizer só sexo, mas também o desejo de intimidade, afectividade e companheirismo. Na realidade, tanto a homossexualidade, como a heterossexualidade não são muito mais do que isto. Por isso faz todo o sentido escrever a seguinte equação para explicar o que é a homossexualidade: homossexualidade = amor. A partir de 1970 começou a surgir uma perspectiva positiva, generalizada, em relação à homossexualidade. A APA (American Psychiatric Association) retirou a homossexualidade do seu "Manual de Diagnóstico e Estatística de Distúrbios Mentais" (DSM) em 1973, depois de rever estudos e provas que revelavam que a homossexualidade não se enquadra nos critérios utilizados na categorização de doenças mentais. A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez o mesmo em 1993. Psicológos e sexólogos chegaram à conclusão de que a homossexualidade é uma variante da normalidade.
aí vai mais uma importante informação sobre homossexualidade. Que matéria importante ser analizada e discutida entre os alunos das escolas públicas.
essa matéria é 1000

Vitor disse...

Amooooooooooor... Teu trabalho ficou ótimoO.. *-*

Bju de seu eterno Namorado. Vitor Souza

Gé.Cristina disse...

eu não tenho nada contra