Seguidores

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Escola Jorge Lopes Raposo 8º lugar no 2º concurso de blog





Aconteceu hoje no auditório Washigton Luís Barbosa Lopes, no NTE, a cerimônia de premiação do 2º concurso de blogs.
Nós, da escola Jorge Lopes Raposo, ficamos orgulhosos em participar do concurso e termos ficado em 8º lugar na categoria de melhor blog escolar, já que o nosso laboratório de informática foi inaugurado em junho de 2009, ou seja, pelo pouco tempo de existência, receber uma premiação entre os dez melhores blogs, para nós já foi uma vitória e tanto.




Fomos premiados em dose dupla, pois nossa coordenadora do laboratório de informática a profª Helioneth Lisboa foi premiada na categoria blog do professor, ficando no 6º lugar entre os dez melhores blogs.



Conheça os vencedores:


Blogs premiados na categoria Blog do Professor

Eric Siqueira
Mauro Torres
Ana Célia
Rosangela
Roseane
Helioneth
Joseane

Blogs premiados na categoria blogs escolares

Helena Guilhon
Escola do Outeiro
Magalhães Barata
Lauro Sódre
Avertano Rocha
Augusto Montenegro
Projeto Prosseguir
Jorge Lopes Raposo
Vilhena Alves
Paulo Fontelles

Círio de Icoaraci 2009




No domingo dia 22/11/09 foi realizado o círio de Icoaraci, que é um dos eventos que ocorrem no distrito e que conta sempre com a presença de muitas pessoas que vem de vários locais de Belém, pedindo sempre proteção e bençãos à Santa.
Como é tradição, todos os anos a escola Jorge Lopes Raposo sempre faz uma singela homenagem à nossa Senhora das Graças no momento em que a Santa passa em frente à escola.










Os alunos do projeto @gcom, do laboratório de informática, da turma T2, coordenados pela professora Roselenne produziram um pequeno vídeo sobre o círio.



video


A direção da escola deseja à todos um feliz círio.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

alunos da @gcom turma M2 apresentam projeto no Hangar



Os alunos do laboratório de informática da turma M2 do projeto @gcom, apresentaram no dia 12/11/09 na feira do livro, no Hangar, o projeto "Vamos manter a escola limpa" desenvolvido para o portal educarede.

O projeto está sendo coordenado pela professora Helioneth Lisboa e tendo também a orientação da professora Maria do Carmo do NTE.





O projeto foi apresentado pelas alunas Aila Tuane e Ana carolina, na ocasião as alunas explicaram as etapas desenvolvidas no projeto, o que já fizeram na escola e as estapas que ainda serão cumpridas.








quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Projeto @gcom na feira do livro (Hangar)




As coordenadoras da sala de informática, profª Roselenne Silva e profª Helioneth Lisboa apresentaram ontem dia 10/11/09 na feira do livro o projeto @gcom.




Na ocasião foi apresentado um slide explicando o projeto @gcom, que é desenvolvido no laboratório de informática da escola e também foi apresentado os projetos que estão sendo realizados pelos alunos que são:

1.projeto campanhas educativas
2.projeto tv
3.projeto Rádio Raposo
4.projeto eventos

Os alunos também participaram da apresentação mostrando um vídeo sobre o círio 2009, trabalho realizado pelos alunos da noite do projeto tv, coordenado pela profª Roselenne.

Eleição para o conselho

A escola Jorge Lopes Raposo realizou no dia 04/11/09, a eleição para o conselho escolar .








CONTAGEM DE VOTOS DOS PROFESSORES



1.HEDER 15 VOTOS

2.IZABEL 04 VOTOS

3.JOSÉ HUMBERTO 03 VOTOS

4.LUCIANO ARAGÃO 01 VOTO


CONTAGEM DE VOTOS ALUNOS

CELINE RAFAELA PERDIGÃO 232 VOTOS

ABRAHÃO RAMOS 136 VOTOS

MICHELLY DAYANE SOARES 88 VOTOS

ALFREDO E. SIQUEIRA 59 VOTOS

LUIS VITOR MORAES 38 VOTOS

FLÁVIO NASCIMENTO 20 VOTOS


CONTAGEM DE VOTOS DOS FUNCIONÁRIOS

ALINE ELLEN FONTES DA COSTA 06 VOTOS

CONTAGEM DE VOTOS DO CORPO TÉCNICO

NILMA DO SOCORRO CARDOSO 01 VOTO


CONTAGEM DE VOTOS DOS PAIS

KÁTIA REGINA BARBOSA 05 VOTOS

MARIA JOSEPHA O5 VOTOS

HELOISA DO SOCORRO G. ANDRADE 02 VOTOS

CONTAGEM DE VOTOS DA COMUNIDADE

CARLOS PALHETA 04 VOTOS

AUGUSTO CEZAR 01 VOTO

ELIZABETH PAIVA 01 VOTO


A direção

terça-feira, 3 de novembro de 2009

convite

O Projeto “Campanhas Educativas” da Agência de Comunicação da Escola, desenvolvido na Sala de Informática pelas professoras Helioneth Lisboa e Rose Lenne foi selecionado para ser apresentado na XII Feira Pan Amazônica do Livro no dia 12 de novembro, No Hangar (centro de convenções da Amazônia).
Esperamos a participação de toda comunidade escolar para apoiar os alunos que criaram e desenvolveram o projeto.
Contamos com a presença de todos!



Avisamos aos alunos da turma @M2 que desenvolveram o projeto, que compareçam a @g.com no dia 12/11/09 às 12:00


A coordenação do laboratório

Curso de Elaboração de Projetos

O Núcleo de Tecnologia Educacional de Belém – NTE Prof. Washington L. Barbosa Lopes abre inscrições para o Curso “Elaboração de projetos” mediados pelas tecnologias.
O curso iniciará na próxima sexta-feira (06/11/2009) e teremos 30 vagas, com aulas às sextas-feiras, das 8 às 12 horas, com carga-horária total de 40 horas, a professora formadora Maria do Carmo Acácio será a ministrante.
O curso é semipresencial e utilizará o Ambiente Virtual de Aprendizagem e-proinfo. O público-alvo deste curso são os professores lotados nas salas de informática educativa das escolas da rede estadual.
Cada professor lotado em sala de informática e que se inscrever no curso de elaboração de projetos terá direito a levar outro professor da escola, assim, este professor convidado será o parceiro em potencial para desenvolver um “Projeto de Integração entre Tecnologias e Currículo” na escola. São 30 vagas e a meta é inserir 15 escolas nesta primeira turma.
As inscrições devem ser feitas no próprio NTE e será respeitado o limite das vagas ofertadas.

Sobre o curso:

O curso visa promover uma renovação do fazer pedagógico no “chão” de nossas escolas. O foco principal dessa formação é propiciar a integração efetiva entre as tecnologias e os conteúdos curriculares por meio da pedagogia de projetos. Dentro dessa perspectiva, os conteúdos do curso estão estruturados em três grandes eixos conceituais: Projeto, Currículo e Tecnologias. As atividades teóricas e práticas ocorrerão em encontros presenciais e em atividades à distância. No final do curso, cada cursista deve ter elaborado e aplicado um projeto na escola em que atua. A socialização desses projetos é outro ponto forte do curso, pois corresponde à divulgação do projeto com a possibilidade de reelaboração e de replicação das experiências bem sucedidas.
O curso “Elaboração de projetos” necessita da parte do cursista conhecimentos do uso pedagógico das TIC (conteúdos abordados nos cursos de 40 e 100 horas já ofertados por nosso NTE).
O curso está inserido no contexto das políticas públicas de formação de professores desenvolvidas pelo Governo Federal, por meio do MEC/SEED/Proinfo Integrado e do governo do Pará, através da SEDUC/CTAE/Coordenação Estadual do Proinfo.

Texto: Rosistela Oliveira, Maria do Carmo e Marcelo Carvalho


Fonte: NTE

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

As Novas Tecnologias Digitais, As Crianças e a Educação

As novas tecnologias digitais são responsáveis por uma verdadeira revolução na sociedade brasileira e, por que não dizer, no mundo inteiro. O acesso à tecnologia é cada dia mais fácil, devido a fatores como preço dos equipamentos, facilidade de uso e sua portabilidade (os equipamentos são cada vez menores).

Hoje, é comum que jovens e crianças manipulem aparelhos celulares, ipod, MP4, MP5 e outros correlatos. Tais equipamentos permitem ao usuário fotografar, criar vídeos, gravar conversas, armazenar músicas, dados etc.

De posse dessas tecnologias, crianças e adolescentes - não só eles, mas principalmente eles - estão modificando seu relacionamento com a mídia tradicional. Deixaram de ser meros consumidores ou receptores de imagens e notícias e assumem o perfil de produtores de imagens e de editores de notícias, enfim, são emissores.

Sem dúvida que o cenário descrito acima enseja certo otimismo e aponta caminhos interessantes para o uso consciente e qualitativo das mídias e, em particular, para seu uso no campo da educação.

As escolas podem e devem se apropriar das tecnologias digitais para desenvolverem projetos pedagógicos, filmar e editar seus vídeos, fazer registros fotográficos das atividades, gravar digitalmente os conteúdos mais significativos, etc. Aliás, isto já está acontecendo em muitas escolas.

No Estado do Pará, podemos citar alguns exemplos em que as escolas, alunos e professores estão envolvidos em projetos relacionados às Tecnologias de Informação e Comunicação –TIC, entre os quais destacamos: o I Concurso Estadual de Blogs Educativos, no qual já ocorreram as etapas de Castanhal, Bragança, Santarém, Marabá, e ainda faltam as de Tucuruí e Belém. Após essas etapas regionais, ocorrerá a etapa estadual.

Os blogs das escolas ilustram perfeitamente como deve ser o uso inteligente e criativo das tecnologias digitais. Nos blogs podemos analisar muitos vídeos, fotografias, textos de autoria de alunos e professores; conteúdos relevantes para a formação integral do cidadão. Para conhecer vários desses blogs, basta acessar o blog da CTAE http://ctaeseducpa.wordpress.com/

Outro bom exemplo é o projeto Educarede promovido pela empresa Telefônica. No portal Educarede está em desenvolvimento o projeto Minha Terra: Aprender a Inovar. Nele, as escolas são instigadas a produzirem vídeos, fotografias, textos... sobre sua realidade local e depois postar os conteúdos produzidos na internet no próprio Portal Educarede, nos blogs das escolas e até no YouTube. Em Belém e Ananindeua, temos cerca de 22 escolas participantes da iniciativa do Educarede; essas escolas estão sendo orientadas e acompanhadas pela equipe de professores formadores do Núcleo de Tecnologia Educacional Profº. Washington Luis B. Lopes – NTE Belém. Alguns destes trabalhos já produzidos estão disponíveis no blog do NTE Belém http://ntebelempa.blogspot.com/2009/10/resultados-educarede.html

Outro exemplo é o Projeto Aluno Repórter (http://alunoreporter.com.br/) desenvolvido por professores e alunos de Bragança, coordenado pelo NTE Bragantino (http://ntebragantino.wordpress.com/). Com o projeto os alunos aprendem técnicas da radiodifusão e participam de programas ao vivo na rádio educadora de Bragança.

Ainda temos as oficinas de inclusão digital do Projeto Escola de Portas Abertas, o projeto Aluno Argonauta (http://alunosargonautas.jimdo.com/), Aluno Integrado e os cursos de Formação de Professores dos NTEs etc.

São exemplos de iniciativas com uso das tecnologias, embasadas em propostas pedagógicas sólidas, com objetivos claros a serem atingidos e que promovem o diálogo entre educadores e alunos, ação conjunta de ambas as partes envolvidas em projetos de construção de conhecimentos e experimentação de cidadania.

Entretanto, nenhuma das iniciativas, reveladas até aqui, ocupou o tempo dos grandes noticiários da imprensa local, ao contrário, o olhar da grande mídia prefere sempre expor as mazelas da escola pública. O último grande exemplo foi o episódio protagonizado por três jovens de uma escola pública de Belém. É preciso questionar, por que o uso inteligente e produtivo das tecnologias não é notícia e o uso inadequado ou ingênuo vira um espetáculo midiático?

É preciso que nós educadores, continuemos nos apropriando cada vez mais de conhecimentos para a ampla utilização das ferramentas tecnológicas disponíveis nos dias atuais, criando possibilidades de uso dessas tecnologias que aguce no aluno o interesse pela pesquisa dentro e fora da escola, desenvolvendo no educando, as capacidades de interpretação, síntese e criticidade, uma vez que, a escola é o espaço apropriado para ensinar como as pessoas devem se portar diante das tecnologias que fazem parte de seu cotidiano. Perguntamos: “será que esses estudantes envolvidos sabem, por exemplo, que a pessoa que tiver armazenado o vídeo em seu celular, pendrive ou computador poderá ser preso em flagrante acusado de pedofilia. Veja o que determina o ECA – Estatuto da Criança e Adolescente:

Segundo o ECA quem produz, dirige, fotografa, filma, contracena com crianças ou adolescentes – menores de 18 anos – em cena de nudez ou sexo explicito está sujeito às sanções referentes à pornografia infantil. E ainda, quem publica e armazena o conteúdo pornográfico também é enquadrado na Lei 11.829. A pessoa pode ser presa em flagrante delito se for pega com o celular ou qualquer meio eletrônico em que a imagem esteja armazenada. A pena varia de um a quatro anos de detenção e multa.

Sustentamos a seguinte opinião: não é por causa do recente episódio ocorrido em uma de nossas escolas que se deve proibir o uso do celular ou de qualquer outra tecnologia na escola. Concordamoos com Sérgio Amadeu, pesquisador brasileiro de comunicação mediada por computador e autor dos livros “Exclusão digital” e “A miséria na era da informação”, quando diz que não faz sentido proibir que estudantes tenham acesso a um meio de comunicação na escola que cada vez mais vai adquirir importância na sociedade. Ao contrário “se agente tem problemas do uso inadequado nas escolas, esse é um bom lugar para ensinar como as pessoas devem se portar com o celular”. Amadeu ressalta ainda que nenhuma tecnologia substitui a ética e nem a reflexão consciente do uso dessa tecnologia.

E assim, finalizamos com um apelo a todos os professores e escolas, que juntos pensemos em projetos de aplicação das TIC que apontem não só para encurtar espaços físicos, bem como integrar as pessoas em seu espaço urbano, e refletirmos no que diz Dr.Rogério da Costa em entrevista ao Educarede, realizada em março de 2009, que o importante não é apenas o tipo de projeto realizado, mas o esforço em estabelecer um novo paradigma para as tecnologias da comunicação: elas podem servir para que as pessoas façam um uso inteligente do espaço onde vivem que possam integrar seus hábitos e atitudes num coletivo inteligente, que pensa a favor do lugar em que vive. Quem sabe, um dia possamos ser alvo da mídia em um processo inverso ao que vemos hoje, em que muitas vezes, muitas de nossas escolas são alvos de uma mídia produzida de forma aligeirada, pouco convidativa à reflexão, que mais contribui para diminuir a auto-estima de alunos e professores e que decididamente não nos serve.

Texto: Jamille Galvão

Maria do Carmo Acácio

Marcelo Carvalho

Tânia Sanches


Ps. Solicitamos que todos os professores lotados em sala de informática educativa da SEDUC postem este texto nos blogs de suas escolas.


fonte:http://midiasnaeducacaopara.blogspot.com/

HISTÓRIA DO DIA DE FINADOS




O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. É o Dia do Amor, porque amar é sentir que o outro não morrerá nunca.

É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre.

Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava. Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos. Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos". O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração.

Mons. Arnaldo Beltrami – vigário episcopal de comunicação
Fonte: http://www.arquidiocese-sp.org.br