Seguidores

quarta-feira, 26 de agosto de 2009




A gravidez precoce está se tornando cada vez mais comum na sociedade contemporânea, pois os adolescentes estão iniciando a vida sexual mais cedo.




A gravidez na adolescência envolve muito mais do que problemas físicos, pois há também problemas emocionais, sociais, entre outros. Uma jovem de 14 anos, por exemplo, não está preparada para cuidar de um bebê, muito menos de uma família. Com isso, entramos em outra polêmica, o de mães solteiras, por serem muito jovens os rapazes e as moças não assumem um compromisso sério e na maioria dos casos quando surge a gravidez um dos dois abandona a relação sem se importar com as consequências. Por isso o número de mães jovens e solteiras vem crescendo consideravelmente.




É muito importante que haja diálogo entre os pais, os professores e os próprios adolescentes, como forma de esclarecimento e informação.
Mas o que acontece é que muitos pais acham constrangedor ter um diálogo aberto com seus filhos, essa falta de diálogo gera jovens mal instruídos que iniciam a vida sexual sem o mínimo de conhecimento. Alguns especialistas afirmam que quando o jovem tem um bom diálogo com os pais, quando a escola promove explicações sobre como se prevenir, o tempo certo em que o corpo está pronto para ter relações e gerar um filho, há uma baixa probabilidade de gravidez precoce e um pequeno índice de doenças sexualmente transmissíveis.



O prazer momentâneo que os jovens sentem durante a relação sexual transforma-se em uma situação desconfortável quando descobrem a gravidez.
É importante que quando diagnosticada a gravidez a adolescente comece o pré-natal, receba o apoio da família, em especial dos pais, tenha auxílio de um profissional da área de psicologia para trabalhar o emocional dessa adolescente. Dessa forma, ela terá uma gravidez tranqüila, terá perspectivas mais positiva em relação a ser mãe, pois muitas entram em depressão por achar que a gravidez significa o fim de sua vida e de sua liberdade.


texto: Marília Seabra Pantoja
aluna do projeto @gcom

11 comentários:

Ana Paula disse...

muito bom saber dessas matéria por que é bom estar bem informado

Vitor Hugo disse...

realmente essa matéria ficou ótima

olavo disse...

interessante o tema é muito importante os pais conversarem com seus filhos. pena que em algumas ocasiões a conversa não dá certo. mais é muito bom ficar informado.

Vitor disse...

Sou Vitor Estudo na escola MC de Icoaraci..
Fico feliz em saber que a escola promove isso aos alunos dessa instituição, oportunidades de expressar suas opniões. Postando no Blog e descutir sobre a questão apresentada.
A gravidez na adolescência é muito comum em nossa sociedade hoje em dia,infelizmente as meninas são levadas a uma relação sem camisinha pelo parceiro por falta de experiência e maturidade.
Acho que deviam investir mais em campanhas de esclarecimento nas escolas,palestras,enfim um meio de acabar,ou ao menos diminuir a gravidez em jovens dos 13 aos 18 anos.Vamos ajudar para assim termos um país melhor,com mais jovens tarbalhando,com sua independência e maturidade.

Att. Vitor Souza

Kelly disse...

A matéria está muito interessante porque
esse assunto também é um problema social, e que deve ser debatido. Parabéns!!!

Escola Jorge Raposo disse...

Obrigado! a todos os comentários postados até agora, todos nós concientes de nossas responsabilidades devemos ajudar, não só postando nossos comentários, como também divulgando a outras pessoas que possam estar tendo essas informações de maneira simples porém eficaz pela comunicação.Que todos vcs que postaram possam ter a missão de mostrar a pelo menos mais uma pessoa, sendo assim nossos objetivos já estaram bem próximo de ser alcançados. Parabéns também aos alunos da Agência de comunicação de nossa escola, as matérias não poderiam ser melhores, isso mostra que vcs merecem o cargo de agentes comunicadores da Escola Jorge Raposo.

victoria disse...

essa matéria está nota 1000!É muito importante ficar informado sobre gravidez. A escola e os aluno @g.com estão de parabéns por trazer essa informação de extrema importância para a sociedade.

benezaide disse...

muito bom! excelente materia !!! continue assim ...

PATRICIA DE OLIVEIRA MARQUES disse...

essa matéria é muito importante pois os jovens precisam estar bem imformdos sobre uma coisa que pode mudar suas vidas.

karolinna disse...

ótima matéria marilia
adorei é muito importante nós mulheres ficarmos atualizadas sobre assuntos importantes para nós e sempre ter responsabilades não só nós mulheres mas os homens tbm
hora pensaram que iriam escapar é rsrsrs
bjs karol

Camila disse...

LIA você arrasou no tema, mostrou muito bem no seu trabalho a nossa realidade, afinal a gravidez na adolescência se tornou algo tão comum no mundo de hoje