Seguidores

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

ENSINO PÚBLICO DE QUALIDADE




como reconhecer e garantir o bom ensino publico? Ou por que avaliar a escola pública é importante para que todas as crianças e jovens brasileiros possam receber a boa educação, que é seu direito .

Desde jovens valorizamos escolas que conseguem promover a boa educação, e desde jovens escutamos depoimentos sobre algumas tão mal qualificadas que sua recuperação faria pouco sentido, pois talvez só se salvasse o prédio para outro uso.



Deixando extremos à parte, há escolas melhores e piores e saber o que as distingue é essencial para aperfeiçoar as redes .
Escolas privadas têm custos e benefícios comparados por pais de alunos que conferem o serviço que oferecem . Escolas públicas não estão em regime de mercado, mas é preciso uma contínua verificação de qualidade, que é um direito universal.
Dizem que a nós, brasileiros falta cultura de avaliação, mas nos envolvemos o tempo todo em julgamento de campeonatos esportivos, desfiles de escolas de samba, desempenho da economia ... Com critérios práticos, estéticos ou éticos, analisamos e contratamos ou dispensamos técnicos, craques, coreógrafos e governantes .Será que não poderiamos ser estimulados e avaliar o desempenho de nossas escolas e garantir um ensino de qualidade para todos, tanto para nós jovens, como para os professores que necessitam dessa qualidade para sua vida profissional e lucrativa.?!
Talvez sejam necessários informes diários, como a cotação do dólar, mas quem sabe uma reportagem semanal sobre escolas em emissoras de grande porte que sejam vistas e aprovadas pelo público. Provas nacionais são importantes, mais avaliar a educação em cada escola ou cada município tem de levar em conta as condições locais não para relativizar os resultados, mas para identificar e resolver problemas em seu contexto.No Ensino Fundamental, após dois anos de estudo as crianças devem saber ler e escrever bilhetes e calcular o valor de compras por peso, e em mais dois anos todas devem saber estimar uma área ou um volume e relatar por escrito suas experiências e percepções. São habilidades essenciais em todo o mundo, mas há milhões de alunos em muitas de nossas salas de aula que não as possuem (e como esse é um problema social e crônico, talvez venham a ser os primeiros em suas famílias a possuir). Por isso, pode-se dizer que o trabalho das escolas constrói a Cidadania -ou não!
Mesmo que os exames "são só pra decidir quem passa" , as escolas também estão se avaliando : Se muitos forem reprovados, o serviço não foi feito. Crianças e jovens que não aprendem não devem ser mais orientados e apoiados, e o mesmo se aplica a escolas que não ensinam, que devem mudar suas práticas ou receber novas condições de trabalho, "Copiadas", mas tomadas como prova de que diretores, professores e comunidade, unidos em torno de um projeto adequado, garantem a todas as crianças e jovens a boa educação que é seu direito.
Onde essas boas escolas não existem ou são exceções, não se deve dizer que o "buraco é mais em baixo", pois o problema pode estar "mais em cima", na supervisão da rede escolar ou na administração pública que também precisam ser reformuladas . Em qualquer caso, não podemos nos conformar com educação pública de qualidade inferior, por ser "gratuita", até porque todos pagamos por ela .
Você já pensou de que forma a TV, rádios e jornais ajudarão a avaliar e orientar nossa educação pública? E governantes e especialistas ?
E nós, jovens, e vocês professores, o que podemos fazer? E você? Pense nisso! Nossa educação pública deve se tornar referência de qualidade para a construção da cidadania!!









Texto de Ana Carolina aluna do projeto @g.com

2 comentários:

karolinna disse...

é minha tbm cara tava inspirada rsrsrs
bjks gente
karol

Renato disse...

É verdade!Bom trabalho!!!
Renato C. S. Costa M1TR01,agcom noite